segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

O galo canta o macaco assovia - Messias Holanda


Faroleiro - Gordurinha

Deixa de contar vantagem
Conterrâneo companheiro
Que eu também nasci no norte
Não sou faroleiro

É muito feio o sujeito
Contar vantagem
Dizer que tem coragem
E na hora correr
É preferível o sujeito calado
Mas ficando aperreado
E fazer o pau comer
É tão bonito assim
O cabra tão aperreado e faz o pau comer

Ainda me lembro
Da Paraíba do Norte
Tive um pega muito forte
Com um Miguelão
Por isso que eu passei dez anos trancafiados
Vendo o sol nascer quadrado
E não conto vantagem não
É tão bonito assim é
Sou um cabra bom danado e não conto vantagem não

Esse criado que tá falando consigo
Nunca teve um inimigo e nem deseja ter
Eu nunca matei cabo, nem soldado e nem sargento
Compadre do Mané Bento que vinha me conhecer
É tão bonito assim é
Esse cabra da peste devia me conhecer

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

A velha embaixo da cama - Geraldo Nunes


A véia debaixo da cama
A véia criava um rato
na noite que se danava
o rato chiava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um gato
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um cachorro
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um macaco
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia, o
macaco pulava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um porco
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia, o
macaco pulava,
o porco fuçava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um bode
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia, o
macaco pulava,
o porco fuçava, o bode berrava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um jumento
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia, o
macaco pulava,
o porco fuçava, o bode berrava, jumento rinchava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criava um leão
Na noite que se danava
O rato chiava, o gato miava, o cachorro latia, o
macaco pulava,
o porco fuçava, o bode berrava, jumento rinchava,
leão
escurrava
E a véia dizia:
Ai meu Deus se acaba tudo
Tanto bem que eu te queria

A véia debaixo da cama
A véia criou uma cobra
a cobra mordeu o rato, mordeu o gato, mordeu o
cachorro, mordeu
o macaco, mordeu o porco, mordeu o bode, mordeu o
jumento,
mordeu o leão...
"Mordeu a véia!!! ... A véia!!!
- e o que que houve com a véia cumpadre?
- a cobra mordeu a véia, e a véia morreu... e é só
isso... que
fica pior pra mim.. tchau gente! FUI!!!